EMERJ

Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro

ícone da bandeira que traduz para o idioma Espanhol ícone da bandeira que traduz para o idioma Francês ícone da bandeira que traduz para o idioma Inglês ícone da bandeira que traduz para o idioma Português

FALE CONOSCO

Magistrados

Eventos

Cursos Abertos

Publicações

Portal do Aluno

Concursos EMERJ

EMERJ Virtual

Núcleos de Pesquisa

Fale Conosco fale conosco

EMERJ vence prêmio pelo “Projeto de Digitalização e Disponibilização de Obras Raras”

A Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ) foi agraciada na 1º edição do Prêmio CNJ Memória do Poder Judiciário, na categoria Patrimônio Cultural Bibliográfico com o projeto de digitalização e disponibilização on-line das obras raras da Biblioteca TJERJ/EMERJ Desembargador José Carlos Barbosa Moreira. A cerimônia de premiação ocorreu, durante o II Encontro Nacional de Justiça, nesta sexta-feira (13), em solenidade realizada no Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco.

No mesmo evento, o Museu da Justiça,  do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro(TJRJ),  recebeu o primeiro lugar do Prêmio CNJ Memória do Poder Judiciário na categoria Difusão Cultural e Direitos Humanos, referente às ações voltadas à promoção da cidadania, direitos humanos, cultura, educação, acessibilidade, inclusão, diversidade e sustentabilidade.

O prêmio

O “Prêmio CNJ Memória do Poder Judiciário” , instituído pela  Resolução CNJ n. 429, de 20 de outubro de 2021 e regulamentado pela Portaria CNJ n. 305, de 25 de novembro de 2021, contempla ação, atividade, experiência, projeto, programa, produção científica ou trabalho acadêmico que contribua para a preservação, valorização e difusão dos bens culturais materiais e imateriais do Poder Judiciário, integrantes do patrimônio cultural brasileiro, e para a promoção dos direitos humanos.

Entre os vários objetivos do Prêmio (artigo 3º, Portaria n. CNJ 305/2021), estão promover a conscientização e a reflexão dos integrantes do Poder Judiciário e da sociedade quanto à necessidade de conhecimento e valorização da História, da Memória e do Patrimônio Cultural; reconhecer e disseminar boas práticas voltadas à conservação, preservação, restauração, valorização e difusão de bens culturais; estimular a eficiência, a inovação e o trabalho colaborativo nos Espaços de Memória do Poder Judiciário. (https://www.cnj.jus.br/programas-e-acoes/gestao-documental-e-memoria-proname/gestao-de-memoria/premio-cnj-memoria-do-poder-judiciario/)

Para assistir ao evento com a premiação acesse: https://www.youtube.com/watch?v=VwXfiG9AAsk

13 de maio de 2022

Departamento de Comunicação Institucional (DECOM)